The Walking Dead Midseason Finale : As Surpresas e o Que Esperar Para o Futuro

 

ATENÇÃO: ESSE TEXTO CONTÉM SPOILERS.

TheWalkingDead1

A nova temporada de The Walking Dead mostrou logo ao que veio no primeiro episódio. Focado no desfecho de Terminus, tiro, porrada e bomba, literalmente tomaram conta da estreia da quinta temporada. Zumbi, o que são zumbi, quando você têm canibais e um hospital dominado por uma policial lunática. Já tem um tempo que a série deixou de ser sobre os zumbis “dominando” o mundo e agora é muito mais sobre o drama de viver em um lugar pós-apocalíptico.

Carol Peletier (Melissa McBridge) foi a personagem que mais cresceu do ponto de vista da dramaturgia em The Walking Dead. Ela começou como uma dona de casa que era maltratada pelo marido. As perdas fazem parte de sua vida, já na primeira temporada, o seu marido é morto pelos zumbis. No ano seguinte, a sua filha, Sophia desaparece e vira zumbi. Agora, ela é capaz de sozinha livrar todos os seus amigos de uma fabrica dominada por canibais. Não posso deixar de citar, que um dos pontos altos deste resgate foi o reencontro dela com Daryl. Vou confessar que meio que shippo Caryl, pronto falei.

Nesta temporada, os roteiristas decidiram usar uma narrativa mais parecida com os quadrinhos, as tramas paralelas. Assim, podemos conhecer melhor alguns personagens através dos flashbacks, como foi o caso do Abraham (Michael Cudlitz) e porque ele acreditava tão piamente em Eugene (Josh McDermitt) ser um cientista. Algo que nunca acreditei, by the way.

Diferente dos outros anos, que sempre focavam em um novo grupo, a fazenda, a prisão e Woodbury. Agora os vilões tem um prazo de validade mais rápido, o pessoal de Terminus durou dois ou três episódios (não lembro com precisão), já os policiais que controlam o Grady Memorial Hospital, apesar de serem citados no final da quarta temporada, só aparecem em três episódios. E agora, eu acredito que o Morgan (Lennie James) irá ocupar este lugar, mas lembrando de que é só um palpite.

George R. R. Martin parece que serviu de inspiração, pois agora os telespectadores não podem mostrar afeição aos personagens. Bob (Lawrence Gilliard, Jr.) é sequestrado (novamente) pelos canibais e tem sua perna assada e devorada por eles. Agora neste fim de chocante midseason finale, Beth (Emily Kinney) foi brutalmente assassinada nos últimos minutos de episódio. Gente,  o que foi a cena em que a Maggie (Lauren Cohan) vê o corpo da corpo da irmã carregada por Darryl. Até os maiores corações de pedra devem ter se tocado um pouco com este sofrimento.

Agora sem igreja, sem escola, sem fazenda, sem prisão, sem Woodbury e sem a cura em Washington, o grupo precisa achar um novo rumo e estadia. Só tenho uma coisa a dizer, que reencontro de Morgan e Rick (Andrew Lincoln) para ontem. Infelizmente teremos que esperar até fevereiro para ver se isso irá acontecer.

Michonne me entende.

twd-season-5-return-meme-2

 

 

Se você gostou desse post não deixe de ler:

Spin-Off da Série The Walkind Dead Deve Sair em 2015

Sobre o Autor

Igor Miranda
Consumidor de cultura 24 horas por dia, 7 vezes por semana. Assisto de blockbuster a cinema sueco, vou a concertos e shows de rock, já no ramo das séries assisto de CW até HBO.

Comentários
Cobain: Montage of Heck – Crítica
sábado, 13h20
Cobain: Montage of Heck – Crítica

  Kurt Cobain tinha seus fantasmas. As dores de estômago, os conflitos familiares, o vício em heroína e outras drogas. Mas, ao mesmo tempo, era uma pessoa extremamente sensível e…

Ver Post
O Exterminador do Futuro: Gênesis – Crítica
domingo, 3h47
O Exterminador do Futuro: Gênesis – Crítica

  Uma franquia velha, mas não obsoleta   Nos meses que antecederam o lançamento de O Exterminador do Futuro: Gênesis, os fãs dos filmes originais dirigidos por James Cameron não…

Ver Post
O Quarto de Jack – Crítica
segunda-feira, 21h09
O Quarto de Jack – Crítica

    “Nada do que foi será De novo do jeito que já foi um dia Tudo passa, tudo sempre passará A vida vem em ondas, como um mar Num…

Ver Post
Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com