Sully – O Herói do Rio Hudson – Crítica

1 vote, average: 4,00 out of 51 vote, average: 4,00 out of 51 vote, average: 4,00 out of 51 vote, average: 4,00 out of 51 vote, average: 4,00 out of 5 (1 votes, average: 4,00 out of 5)
You need to be a registered member to rate this post.

A vida no ar é mais fácil

sully_critica_pipocaeguarana

 

“Mais um filme de avião”: esta deve ter sido a reação de muitos ao descobrir sobre a versão hollywoodiana do episódio conhecido como “Milagre do Rio Hudson”. Na realidade, a proposta do diretor Clint Eastwood é bem mais nobre em temática e rica em sua abordagem.  

Em 15 de Janeiro de 2009, minutos após decolar do aeroporto de LaGuardia, em Nova York, o voo US Airways 1549, com 155 pessoas a bordo, perdeu os dois motores após múltiplas colisões com pássaros. O capitão Chesley Sullenberger teve apenas 208 segundos para transformar a catástrofe anunciada em um pouso de água sem fatalidades. Herói para a população, mas inimigo de sua empresa e da seguradora da aeronave, Sully deve passar por um impiedoso julgamento de conduta pela agência reguladora aérea dos EUA.

Mais bem classificado como um drama que um filme de ação, como o material poderia sugerir a princípio, o grande trunfo de Sully – O Herói do Rio Hudson é seu enfoque no “aspecto humano”. Para fazer-nos conhecer seu protagonista, Eastwood propõe a costura de três momentos; em ordem de importância: A juventude de Sully e sua iniciação na aviação, o incidente propriamente dito e os dias seguintes, quando a fama repentina e a audiência deflagram uma crise interna no piloto.

“A vida no ar é mais fácil” a citação do sensível roteiro de Todd Komarnicki seria um subtítulo mais apropriado no Brasil. O status de herói é questionado pelo bondoso comandante múltiplas vezes; Sully insiste em dividir o crédito pelo “milagre” não só com seu copiloto, como com as aeromoças e até mesmo com os passageiros – “Todos nós fizemos isso”. É claro que a cada sinal de modéstia, mais nítida a grandeza de caráter do personagem.

A tentativa de desumanização de um homem simples e verdadeiramente bem-intencionado em prol de interesses financeiros de mega instituições levanta questionamentos importantes sobre os valores que regem a sociedade contemporânea. A questão ganha ainda mais força com os paralelos entre as ensaiadas simulações de cabine, usadas como provas pelos inquisidores, e o evento em si. “Vocês estão procurando um erro humano. Faça parecer humano” insiste o herói em sua defesa.

Não existiria melhor escolha para o papel que Tom Hanks. Seu rosto honesto e olhar sincero ganham a confiança do público imediatamente. Confiança esta, sabiamente aproveitada por Eastwood, que em pouco mais de 90 minutos, nos renova a esperança na humanidade, tirando o pó daquela velha, mas insistente certeza, de que o Bem sempre vence o Mal.

 

Sobre o Autor

Priscilla Signorelli
Cinéfila de alma antiga que prefere Technicolor a CGI, mas assiste de Marvel a Bergman com prazer. Divide o tempo útil entre a Crítica e a Cinemateca do MAM, enquanto sonha em viver de Cultura. Pseudo-poetisa e roteirista nas horas vagas.

Comentários
Aquecimento Foo Fighters – Top 10 Clipes: #8
segunda-feira, 2h29
Aquecimento Foo Fighters – Top 10 Clipes: #8

  O Foo Fighters está prestes a completar 20 anos mas, para alegria dos fãs, a banda está apagando essas velinhas fazendo a sua paixão pela música arder como nunca.…

Ver Post
Amazon Prime Chega ao Brasil! Finalmente!
quinta-feira, 1h41
Amazon Prime Chega ao Brasil! Finalmente!

Na última quarta-feira (14), o serviço de streaming Amazon Prime chegou ao Brasil sem fazer muito alarde, mas a qualidade do serviço é algo que torna essa estreia algo imperdível…

Ver Post
Veja Bradley Cooper Brincar de “Roleta Russa” Com Ovos no The Tonight Show
domingo, 17h47
Veja Bradley Cooper Brincar de “Roleta Russa” Com Ovos no The Tonight Show

    O apresentador e comediante Jimmy Fallon recebeu essa semana em seu programa, The Tonight Show, o ator Bradley Cooper; como de costume Jimmy convidou Cooper para uma brincadeira.…

Ver Post
Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com