Star Trek: Discovery – Primeiras Impressões

1 vote, average: 4,00 out of 51 vote, average: 4,00 out of 51 vote, average: 4,00 out of 51 vote, average: 4,00 out of 51 vote, average: 4,00 out of 5 (1 votes, average: 4,00 out of 5)
You need to be a registered member to rate this post.

Star Trek: Discovery primeiras impressoesApós 51 anos de o publico ter contato com as aventuras da USS Enterprise, Star Trek amplia a sua franquia com Star Trek: Discovery, a série se passa 10 anos antes da história original e é protagonizada por Sonequa Martin-Green como a Primeira Oficial Comandante Michael Bunham.

Os dois primeiros episódios exibidos até o momento relata o que aconteceu com Bunham antes dela ser designada para a nave Discovery.  A protagonista segue a Jornada Herói, como foi descrita por Joseph Campbell em seu livro de mesmo nome. Mas o fato de seguir essa fórmula não significa que a série deixa de ser menos interessante, os efeitos visuais dirigidos por William Budge estão incríveis e o design de produção de Mark Worthington principalmente na nave Klingon estão fenomenais.

Michael Bunham é uma humana que foi criada por vulcanos, mais precisamente por Sarek, também conhecido como o pai de Spock, um dos personagens mais icônicos da saga. Assim como seu “irmão” (a série ainda não explicou como será essa relação Spock – Bunham) ela sofre por ter sido criada por focar em lógica e suprimir as emoções.

O final do episódio, A Batalha das Estrelas Binárias, é de certa forma esperado pois personagens principais dessa nova saga ainda não tinham sido apresentados como Capitão Gabriel Lorca (Jason Isaacs) e o oficial de ciências Paul Staments (Anthony Rapp).

Star Trek: Discovery foi criada por Alex Kurtzman e Bryan Fuller. Fuller não é novo nessa franquia, ele trabalhou em Star Trek: Deep Space Nine e Star Trek: Voyager. Enquanto trabalhava no último, ele recebeu um email repudiando a possibilidade de um dos personagens se assumirem gay. Devido a este fato, Discovery terá o primeiro papel assumidamente gay deste universo.

A produção é a segunda série de drama produzida para o canal de streaming CBS All Acess, a primeira foi The Good Fight, spin-off de The Good Wife. No Brasil, os episódios são liberados um dia após a exibição na Netflix.

Sobre o Autor

Igor Miranda
Consumidor de cultura 24 horas por dia, 7 vezes por semana. Assisto de blockbuster a cinema sueco, vou a concertos e shows de rock, já no ramo das séries assisto de CW até HBO.

Comentários
Som de Segunda: Top 5 – Amy Winehouse
segunda-feira, 18h33
Som de Segunda: Top 5 – Amy Winehouse

  23 de julho de 2011. Família reunida para comemorar o aniversário da avó. Entre temperos, barulho de panela, crianças correndo, e tias conversando, a TV ligada anuncia a morte…

Ver Post
Ao Infinito e Além – Crítica de Interestelar
sábado, 23h44
Ao Infinito e Além – Crítica de Interestelar

Quando crianças, costumamos olhar para o céu à noite e imaginar o que nos aguarda além das estrelas. Sonhamos com mundos distantes, cenários fascinantes e repletos de mistérios. Para autores,…

Ver Post
Qualquer Gato Vira-Lata 2 – Crítica
sexta-feira, 17h00
Qualquer Gato Vira-Lata 2 – Crítica

    A peça teatral “Qualquer Gato Vira-Lata Tem Uma Vida Sexual Mais Que a Nossa” de autoria de Juca de Oliveira e com a direção de Bibi Ferreira é um grande…

Ver Post
Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com