Som de Segunda: O Nordeste é Pop

 

popHá um tempinho eu dei a dica de três discos de bandas rock lá do nordeste, mas hoje vou falar sobre um cenário mais abrangente: o pop. Música pop do Brasil é um conceito muito amplo, se formos julgar tudo o que é genuinamente popular. Nesse barco, podemos colocar artistas que vão de Ivete Sangalo a Skank, passando por Zeca Pagodinho, Cristiano Araújo (RIP) e Anitta. Sim, todos tem estilos diferentes, mas são (ou era, no caso do sertanejo) capazes de arrastar multidão e lotar casas de shows em quase todos os estados desse país continental.

Mas hoje vou falar de um “pop” diferente, talvez um pouco mais restrito e não tão popular quanto esse que reúne milhares de pessoas em estádios e arenas. É uma cena de artistas que, em grande parte, ainda segue à margem do mainstream, mas fazem uma música com arranjos acessíveis, letras bem elaboradas, fáceis de agradar os mais “eruditos” e a turma que quer apenas ouvir boa música e se divertir. No caso do nordeste, os artistas criam um trabalho de qualidade misturando elementos da música regional com texturas urbanas, o que deixa o som refinado e com identidade tupiniquim.

Dito tudo isso, apresento três artistas dessa nova geração da música pop nordestina que têm se destacado por aí e criando uma base representativa de fãs e seguidores.


Lira

José Paes de Lira, conhecido como Lirinha em seu antigo grupo, o Cordel do Fogo Encantado, agora assume o sobrenome de quatro letras em sua carreira solo. Em sua longa carreira, o músico e compositor já teve músicas gravadas por Pitty (“Lágrimas Pretas”, no projeto 3 na Massa), pela banda Eddie (“Ela Vai Dançar”) e Gal Costa, que lançou em sua versão de “Jabitacá” no recente Estratosférica (2015). A faixa também está no ótimo O Labirinto e o Desmantelo (2015), segundo trabalho solo do pernambucano, que flerta com o rock e o pop, trazendo alguns instrumentos da música clássica, como o cravo, e criando uma atmosfera psicodélica em algumas músicas. Em “Filtre-Me”, a voz de Céu dá um toque muito especial e faz com que essa seja uma das melhores faixas do disco. Disco indispensável.


Maglore

A banda baiana tem uma trajetória interessante, com discos que têm uma personalidade, mas são diferentes entre si. Recém contratados pela Deck, o grupo botou na praça III (2015), belo registro com 11 faixas produzidas por Rafael Ramos (Pitty, Cachorro Grande, Titãs). Diferente da estreia com Veroz (2011), em que o rock ensolarado guiava maior parte das músicas, no novo trabalho as canções já têm referências dos anos 70 e navegam entre a MPB e o pop rock, sempre com muita suavidade e alegria. Assim, temos músicas com grande potencial, como a mística “Mantra”, a suingada “Se Você Fosse Minha” e a divertida “Dança Diferente”.


Johnny Hooker

Recife é uma terra onde a arte se prolifera de forma incrível. É um espaço no qual existem diversos movimentos e cenas onde os artistas podem criar e mostrar seu trabalho de forma independente. Um dos que têm se destacado nos últimos anos é Johnny Hooker. Ator, cantor, compositor, performer… Ele é tudo, é muito em um só. Depois de participar do filme Tatuagem (Hilton Lacerda) e da novela Geração Brasil, o artista lançou digitalmente seu primeiro disco independente, Vou Fazer Uma Macumba Pra Te Amarrar, Maldito (2015). Nele, Hooker é o Deus do Desejo, que canta as história de amor e dor de cotovelo que acontecem na cidade. Com influências de blues, axé, rock, brega, frevo, o álbum traz letras irônicas, com pitadas de amargura e bom humor. O talento e a qualidade são tantos, que, mesmo sendo independente, já conseguiu emplacar “Alma Sebosa” e “Amor Marginal” em novelas globais. Outros destaques são “Volta”, tema de Tatuagem, e “Você Ainda Pensa”.

Sobre o Autor

PH Rosa
Jornalista, autor de contos que nunca viram a luz do dia, viciado em música e comprador compulsivo de livros, discos e tênis. Se diz bom amigo, mas prefere ir ao cinema sozinho. Ama descobrir novos sons e escrever sobre canções que causam arrepio.

Comentários
Os Melhores Discos de 2015
terça-feira, 13h32
Os Melhores Discos de 2015

  Tentar definir 2015 em um só estilo musical é bem difícil, principalmente se for levar em conta a quantidade de ótimos discos lançados durante o ano. Teve música de…

Ver Post
Britney Spears Já Está Pronta Para Voltar ao Mundo Pop
sexta-feira, 11h06
Britney Spears Já Está Pronta Para Voltar ao Mundo Pop

  Desde de 2013 focada em sua residência em Vegas, Britney Spears parece que quer voltar ao topo dos charts e por isso chamou alguém, que no ano passado, mostrou…

Ver Post
Som de Segunda: Discos Para Ouvir Antes que o Ano Acabe (Parte 2)
segunda-feira, 16h44
Som de Segunda: Discos Para Ouvir Antes que o Ano Acabe (Parte 2)

  Chegamos a segunda – e última parte – da lista com os discos que não podem passar em branco por 2015. Entre bandas menos conhecidas e artistas já consagrados,…

Ver Post
Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com