Ponte dos Espiões – Crítica

0 votes, average: 0,00 out of 50 votes, average: 0,00 out of 50 votes, average: 0,00 out of 50 votes, average: 0,00 out of 50 votes, average: 0,00 out of 5 (0 votes, average: 0,00 out of 5)
You need to be a registered member to rate this post.

 

pontedosespioes-spielberg

 

Direção: Steven Spielberg

Roteiro: Matt Charman, Ethan Coen e Joel Coen

Elenco: Tom Hanks, Mark Rylance, Amy Ryan, Alan Alda, Austin Stowell, Will Rogers, Domenick Lombardozzi e Sebastian Koch 

Nota: 4 de 5 estrelas

No auge da Guerra Fria, confronto ideológico que colocou EUA e URSS frente a frente, o advogado especializado em seguros James “Jim” B. Donovan (Tom Hanks)  é convidado (sem direito a recusa) a ingrata tarefa de representar o escritório de advocacia no qual atual na defesa de  Rudolf Abel (Mark Rylance), um espião soviético capturado pelos americanos. Donovan, um especialista em seguros e sem a menor experiência prévia nesse tipo de defesa mergulha no caso, transformando-o em uma das grandes portas de diálogo entre os dois lados, sendo enviado a Berlim para fazer um acordo para a troca de Abel por um prisioneiro americano, capturado pelos inimigos. Chegando lá, Jim percebe a oportunidade de transformar a negociação em algo maior, propondo então a troca do espião russo por dois americanos. A missão não se apresenta nada simples, uma vez que o êxito da tacada dependeria de negociações bem-sucedidas com as lideranças soviéticas e alemãs-orientais, ávidas por reconhecimento internacional e aval dos EUA como potência independente. Não há grandes reviravoltas no caminho natural da ideia do advogado Donovan, mas o filme prende sua atenção e respiração na forma, quase kamikaze, na qual o advogado se aventura em terras hostis da devastada Alemanha Oriental e em como ele dribla os entraves impostos pelas barreiras ideológicas vigentes. A imersão de Jim nesse território leva o espectador junto, colocando-o lado a lado com o advogado, diante de soldados intolerantes, gangues urbanas e uma população completamente desesperada. Jim passa então de advogado figurativo de um espião russo condenado antes mesmo do julgamento a principal porta-voz do governo americano no resgate do piloto Francis Gary Powers,  cujo avião (em missão espiã) foi abatido na União Soviética. De quebra, ainda passa a ter em suas mãos a libertação do estudante Frederic L. Pryor (Will Rogers), capturado transitando entre as duas Alemanhas em pleno momento de consolidação do muro de Berlim. A troca dos presos é, sem dúvidas, a hora na qual o cinema fica paralisado, pois nenhuma garantia é infalível.

Spielberg dificilmente comete grandes erros. E quando os comete, costuma ser muito mais pelo filme não decolar em decorrência de atuações individuais do que pela trama e amarração. Nesse quesito, o diretor reduziu drasticamente sua margem de erro com a certeira escalação de Tom Hanks, que trouxe a dose certa de tensão e altivez para Donovan que, ao se ver em uma sinuca de bico, executa seu trabalho com brilhantismo e humanidade à flor da pele. Destaque também para a atuação de Mark Rylance, que conseguiu trazer o drama que se espera de quem vem de terras geladas e que se vê numa situação onde não depende mais de suas forças. Outro mérito do filme é a forma didática como explica um tema tão complexo como a Guerra Fria, exibindo traços ilustrativos certeiros do que era a tensão da época. Figurinos impecáveis, cenografia e fotografia – que fazem você esquecer que está em 2015 – completam essa obra que já dispara como uma das favoritas ao Oscar.

 

Sobre o Autor

Daniel Accioly
Formado em Comunicação Social – Publicidade pela PUC-Rio, é também músico e produtor. Escreve para outras mídias sobre diversos temas e utiliza a Sétima Arte como terapia escapista para a rotina bélica do mundo contemporâneo.

Comentários
One Direction irá fazer a primeira aparição na TV com a nova formação
terça-feira, 19h56
One Direction irá fazer a primeira aparição na TV com a nova formação

One Direction, agora um quarteto, irá fazer sua primeira aparição na TV depois da saída de Zayn Malik. O grupo estará semana que vem, 14 de maio, no programa The…

Ver Post
Escute Rihanna, Paul McCartney e Kanye West em “Four Five Seconds”
sábado, 22h53
Escute Rihanna, Paul McCartney e Kanye West em “Four Five Seconds”

    Ainda não sei o que pensar sobre essa colaboração entre Rihanna, Kanye West e Paul McCartney. Pode ser que vire um hit só pela força dos três nomes,…

Ver Post
7ª Temporada de The Walking Dead Estreia Hoje na Fox
domingo, 17h12
7ª Temporada de The Walking Dead Estreia Hoje na Fox

  Atenção, atenção, zumbis …digo, fãs da série mais assistida dos últimos tempos …Já estão preparados? Acalmem o coração, pois a espera acabou. A 7ª temporada de The Walking Dead estreia…

Ver Post