O Reinado de Christopher Lee

 

 

christopherLee-chair

Hoje o “Quinta da Nostalgia” relembra o legado do épico Christopher Lee no cinema.

Sir Christopher Frank Carandini Lee, nasceu na Belgravia, em Londres, Inglaterra, no dia 27 de maio de 1922.

Ele pode ser considerado com um dos maiores e únicos atores de sua geração a ter estrelado centenas de filmes. Embora o mais óbvio e notável seja personifica-lo como terrível vampiro sugador de sangue, Conde Drácula, devemos destacar que ele também teve ricas oportunidades de viver outros personagens na tela, embora a maioria seja sempre do time dos vilões.

Christopher foi o Franklyn Marsh em Dr. Terror’s House of Horrors (1965), um drama de horror em episódios, inspirado na fórmula do clássico inglês Dead of Night (1945), de H.G. Wells. Foi o primeiro filme da produtora Amicus nessa linha de horror e foi usado o processo cinematográfico conhecido como Techniscope.

 

Ele também foi o terrível Francisco Scaramanga no filme de James Bond, 007 Contra o Homem com a Pistola de Ouro (1974 ), o Conde Dooku em Star Wars: Episódio II – Ataque dos Clones (2002), Star Wars: Episódio III – A Vingança dos Sith (2005),  o monstro no filme de terror Hammer em  A Múmia (1959)  e o maléfico Saruman, da trilogia O Senhor dos Anéis e o mais recente filme das terras médias, o Hobbit.

 

christoperlee-pistoladeouro

Ele pertencia à uma das famílias mais antigas e tradicionais da Europa, onde ele e a irmã mais velha Xandra foram criados pelos pais, Contessa Estelle Marie (Carandini di Sarzano) e Geoffrey Trollope Lee, um soldado profissional, até o divórcio em 1926. O pai de Lee foi um condecorado coronel do exército inglês e notável por habilidades esportivas e a mãe foi uma belíssima modelo da era eduardiana, esculpida por Clare Sharidan e pintada por alguns artistas.

Sir foi educado na Escola preparatória de Summer Fields onde recebeu bolsas para Eton College e Wellington College e também estudou grego e latim. Ele também trabalhou como office boy em Londres, serviu durante cinco anos o Exército, ganhou uma condecoração e tornou-se tenente nas forças aéreas.

A carreira artística começou cedo nos palcos do teatro onde dedicou-se a viver papéis de vilões e malfeitores. O primeiro personagem foi Rumpelstiltskin, antagonista do conto homônimo dos Irmãos Grimm.

O britânico formou-se em Literatura Clássica e continuou o interesse em seguir carreira como ator, até se voluntariar na luta contra os soviéticos na Guerra de Inverno, do lado dos finlandeses, em 1939. Ele também serviu como oficial de inteligência para os britânicos na Força Aérea Real durante a Segunda Guerra Mundial.

A partir de 1947, entrou na indústria cinematográfica, apresentou-se em teatros e espetáculos de ópera e gravou músicas para rádio. Christopher Lee já atuou em mais de 250 produções para cinema e televisão.

Lee continuou seu papel como Conde Drácula em uma série ao longo dos anos 1960 e no início dos anos 1970. Durante este tempo, ele co-estrelou em O Cão dos Baskervilles (1959), e fez várias aparições como Fu Manchu, principalmente no primeiro da série A Face de Fu Manchu (1965), e também apareceu em uma série de filmes na Europa.

Com a sua própria empresa de produção, Charlemagne Productions Ltd., ele fez também atuou em outros clássicos de terror, tais como, Penumbra (1973) e Uma Filha Para o Diabo (1976). Em meados da década de 1970, Lee teve a sua imagem exaustivamente usada em filmes de terror e então, resolveu participar de outros filmes, tais como A Vida Íntima de Sherlock Holmes (1970), Os Três Mosqueteiros (1973) e  A Vingança de Milady (1974).

Christopher Lee falava fluentemente em francês, italiano, espanhol e alemão e conseguia também se comunicar em sueco, russo e grego. Os hobbies eram jogar golf, ópera e viajar. Lee era casado há 44 anos com a modelo e pintora dinamarquesa Birgit Krønckee, com quem tem uma filha, Christina, nascida na Suíça, onde viveram por alguns anos. Ele moraram também na Califórnia e recentemente viviam no Reino Unido.

Em 16 de Junho de 2001, foi criado o Commander of the Order of the British Empire em reconhecimento a sua carreira dedicada às artes dramáticas. Ele foi condecorado Knight Bachelor em 13 de Junho de 2009, no aniversário da Rainha por seus serviços artísticos e de caridade. Além disso, ganhou o título de Commander of the Order of St John em 16 de Janeiro de 1997.

No 92º aniversário, ele comemorou o novo ano com o lançamento de um novo álbum de heavy metal, o “Metal Knight”, terceiro trabalho musical solo.

O álbum tem quatro canções e três versões alternativas das mesmas. Duas delas são originais do musical “O Homem de La Mancha”, “I, Don Quijote” e “The Impossible Dream”, baseadas no clássico personagem de Miguel de Cervantes. As outras são “The Toreador March”, da ópera “Carmen”, de George Bizet, e “My Way”, uma das mais famosas canções de Frank Sinatra.

Em um vídeo publicado no canal do  YouTube, ele falou sobre o novo trabalho e explicou que, em sua opinião, “Don Quixote” é o personagem de ficção mais metaleiro que conhece. “Don Quixote é um grande homem e cheio de atrevimento, coragem, determinação, romantismo e sonhos”, enfatizou o ator.

O ator entrou no mundo da música em 2004, quando firmou uma parceria com a banda de metal sinfônico italiano Rhapsody Of Fire, participando de quatro álbuns. No último ano, também para celebrar seu aniversário, Lee lançou o disco “Charlemagne: The Omens of Death”.

Christopher Lee foi o único ator do elenco de O Senhor dos Anéis e o Hobbit que teve a grande honra de conhecer pessoalmente o próprio J.R.R. Tolkien.

Estavamos lá sentados conversando e bebendo cerveja e alguém disse: “Oh! Olha quem chegou.” Era o professor Tolkien, e eu quase caí da cadeira.Eu não sabia que ele ainda estava vivo. Era um homem de boa aparência, fumando cachimbo, andando, um camponês inglês com terra sob os pés. Era um gênio, um homem de conhecimento intelectual incrível. Ele conhecia alguém em nosso grupo. Ele (o homem no grupo) disse: “Oh Professor, Professor…” E ele veio. E a cada um disse “Como você está?”. Eu o cumprimentei e disse apenas “Co… como… como v..”(Fonte: Site Oficial do Christopher Lee)

Ele era um profundo admirador das obras de J.R.R. Tolkien e lia regularmente, ao menos uma vez ao ano, o livro Senhor dos Anéis.

Em 2003, junto com a banda “Tolkien Ensemble”, Lee gravou o CD de música “At Dawn in Rivendell” que contém músicas do livro do Senhor dos Anéis autorizadas pela família do Tolkien. Em 2008, Christopher Lee usou sua majestosa voz para gravar o áudio para o audiobook Os Filhos de Húrin de J.R.R. Tolkien, editado pelo filho Christopher Tolkien.

Em 2011, o Sir  recebeu o prêmio BAFTA em reconhecimento a grande carreira.

chistopherleebafta

É com muita tristeza que compartilhamos a notícia da partida física do Sir, pois Christopher Lee tinha uma força e uma disposição admirável para se dedicar às artes, a música e a defesa dos animais. Um artista notável que fará muita falta, pois apesar da longeva idade, ele sempre se portou como um verdadeiro homem de coração nobre na luta de transformar o mundo em um lugar melhor e deixa-lo artisticamente mais bonito.

A sua obra artística é uma verdadeira inspiração para os homens da sua geração e da nossa, um tanto mais jovem, mas que ainda tem muito que desvendar, a conhecer e a aprender com tamanha jornada brilhante deixada nos palcos e nos sets de cinema do mundo.

A sua partida ilumina os refletores do céu e levanta um coro de aplausos de milhares de fãs aqui na Terra. Obrigada por todo o brilhante e extenso legado, sir Christopher.

Sobre o Autor

Ellen Ferreira
Cineasta e Jornalista. Ama se refugiar no cinema, maratonar séries e ouvir trilhas sonoras de filmes enquanto trabalha. Gostaria de ter trocado correspondências de amizade com o genial J.R.R Tolkien e de ter dirigido os filmes da era de ouro de Hollywood. Dedicada a criar, fazer filmes, pesquisar, escrever histórias e desbravar o máximo da cultura mundial.

Comentários
E Agora Quem Será o Steve Jobs no Cinema?
segunda-feira, 20h40
E Agora Quem Será o Steve Jobs no Cinema?

Depois de diversos rumores de que o ator Christian Bale viveria o criador da Apple nos cinemas, o The Hollywood Reporter confirma que o ator não fará mais parte do…

Ver Post
Showrunner de Doctor Who Dá Adeus à Série
sexta-feira, 19h30
Showrunner de Doctor Who Dá Adeus à Série

Acabou de ser anunciado no Radio Times que Steven Moffat, o incrivelmente pouco popular showrunner da cultuada série Doctor Who, irá deixar a série

Ver Post
Fox planeja nova versão de A Liga Extraordinária
quarta-feira, 12h34
Fox planeja nova versão de A Liga Extraordinária

Parece que a 20th Century Fox não está desistindo de tentar fazer uma versão bem-sucedida de A Liga Extraordinária, série em quadrinhos começada por Alan Moore e Kevin O’Neill em…

Ver Post
Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com