O Desafio Cinematográfico de Schwarzenegger

 

Arnold Schwarzenegger está no Rio de Janeiro desde a última sexta-feira 29 para a Arnold Classic Brasil 2015, evento fitness que leva o nome do astro.

Divertido e simples no ritmo de cumprir uma agenda disputada em terras cariocas, o ator reuniu hoje no hotel Copacabana Palace uma grande plateia de jornalistas e fotógrafos para conversar sobre o filme O Exterminador do Futuro: Gênesis. Bem humorado e disposto, Arnold fez uma vídeo selfie com a multidão de fotógrafos durante a sessão de fotos.

O Pipoca e Guaraná também teve o passaporte cinematográfico carimbado para esta coletiva e te conta agora como foi a épica manhã ao lado do grande Arnold!

arnoldcopacabana_exclusivopipocaguarana_06

Arnold nos contou sobre o desenvolvimento do trabalho físico corporal para reviver o famoso personagem.

A ideia nunca se alterou sobre o Exterminador por causa da idade e é uma ideia funcional que não envelhece. Há uma pele por cima da máquina, mas o que envelhece é apenas a pele. Eu fiz ginástica duas vezes por dia, engordei 5 quilos e levantei pesos para ter o mesmo volume físico de 30 anos atrás.

Neste novo filme, o quinto da franquia, dirigido por Alan Taylor, o ex-Mister Universo interpreta duas versões do personagem casca-grossa: um do bem, protetor da heroína Sarah Connor e um do mal, o mesmo do longa original. Em O Exterminador do Futuro: Gênesis, o líder da resistência humana John Connor (Jason Clarke, astro do filme Planeta dos Macacos: O Confronto) envia o sargento Kyle Reese (Jai Courtney) de volta a 1984 para proteger Sarah Connor (a atriz Emilia Clarke que interpreta Daenerys Targaryen da série de televisão Game of Thrones) e salvar o futuro.

Na nova linha do tempo da saga, Reese encontra-se em uma versão inédita e desconhecida do passado, em que se depara com aliados improváveis — incluindo um novo exterminador T-800, o Guardião (Arnold Schwarzenegger) e novos e perigosos inimigos para cumprir a missão: redefinir o futuro.

Arnold explica que se em 1984 a missão do Exterminador era apenas de ajudar as máquinas, no filme de 2015 a missão é bem diferente: ajudar a humanidade. Ele não pode ser exposto como máquina mesmo com a aparência de humano, porque o andróide não entende reações naturais do homem, por justamente não saber ter emoção, completa o ator austríaco.

Ao ser questionado sobre o lado emocional e a retomada do personagem depois de tantos anos, ele diz que se surpreendeu com o filme, pois não esperava um lado emocional tão forte. Arnold revelou que não acompanha o processo de realização do filme em pós-produção. Ele sempre espera o filme ficar 100% finalizado para assistir por completo para se emocionar e se surpreender.  Entrar na psiqué do personagem não foi nem um pouco difícil, apesar dos anos de afastamento. Reviver o Exterminador é como “andar de ski ou de bicicleta”.

Ele revelou que foi um grande desafio fazer todo o filme em chroma key, uma experiência completamente diferente da realizada em 1984.

Você está debruçado em uma ponte segurando um ônibus. Mas do outro lado é um grande tela verde, sem nada. Tem que ser muito bom de fantasia e imaginar toda a cena ali. É mais difícil em relação a gravar um filme em 1984 que era uma grande guerrilha em comparação aos tempos de hoje.”

 

arnoldcopacabana_exclusivopipocaguarana_05

O grande fisiculturista ressaltou a importância de Emilia Clarke e fez muitos elogios a jovem atriz.

Eu acho que eles se saíram muito bem escolhendo a Emilia para o papel. Os homens babam litros por ela. É ótimo ter uma moça de quem os homens gostam tanto. Eu fiquei observando durante esse tempo e vi a mudança dela, a transformação do corpo, a habilidade dela se transformando. Eu desenvolvi o maior respeito por ela. Foi uma excelente escolha.

Schwarzenegger demonstrou muita empolgação com os jogos Olímpicos de 2016, que serão sediados pelo Rio de Janeiro, e elogiou a Copa do Mundo de 2014 no Brasil, mesmo com a histórica goleada brasileira de 7 a 1 para a Alemanha. No encerramento do ciclo de perguntas, ele deu algumas palpites e ideias sobre o que faria se ocupasse algum cargo político no país.

Eu acho que não faria nada de diferente do que fiz nos Estados Unidos, tentaria reunir as pessoas para melhorar as suas vidas. É triste porque os partidos políticos fazem daquilo uma luta. O politico deve servir ao povo e não ao partido. Na California, nem a direita e nem a esquerda gostavam de mim. Vocês têm um país lindo e terão grande sucesso com as Olimpíadas, como foi na Copa do Mundo.”

Arnold deixou uma mensagem motivacional a todos os ouvintes da coletiva sobre a importância de acreditar nos sonhos e nunca acreditar no poder de um ‘não’ ou de uma afirmação negativa.

Quando penso no passado, vejo a sorte de ter sido um esportista, ator e político. Me falavam para esquecer e que não daria certo um austríaco ser campeão de fisiculturismo, por se tratar de um esporte americano. Falavam que por causa do meu corpo hiperatrofiado, do meu sotaque e do meu nome difícil, não teria chance. Todos têm altos e baixos. Já me dei mal em competições, falhei na vida pessoal. Mas o legal é que se levante e siga adiante. Se você tiver uma visão clara, vá e consiga! Você consegue. Não escute!

Obrigada, Mr. Governator! We want you back!

 

 

Sobre o Autor

Ellen Ferreira
Cineasta e Jornalista. Ama se refugiar no cinema, maratonar séries e ouvir trilhas sonoras de filmes enquanto trabalha. Gostaria de ter trocado correspondências de amizade com o genial J.R.R Tolkien e de ter dirigido os filmes da era de ouro de Hollywood. Dedicada a criar, fazer filmes, pesquisar, escrever histórias e desbravar o máximo da cultura mundial.

Comentários
Adele Apresenta Pela Primeira Vez Ao Vivo Seu Single “Hello”
segunda-feira, 17h20
Adele Apresenta Pela Primeira Vez Ao Vivo Seu Single “Hello”

    Adele volta aos palcos pela primeira vez desde de sua última apresentação, em 2013, durante a cerimônia do Oscar. Dessa vez, a cantora se apresentou no NRJ Music…

Ver Post
Binge-Watching: Por que Sou Contra
quarta-feira, 14h20
Binge-Watching: Por que Sou Contra

Quem nunca passou por uma situação parecida: após anos de insistência de seus amigos, você finalmente decide dar uma chance para aquela série e descobre que ela é muito boa;…

Ver Post
Caça-Fantasmas – Crítica
quarta-feira, 20h11
Caça-Fantasmas – Crítica

Fantasmas de Filmes Passados   Direção: Paul Feig Elenco: Melissa McCarthy, Kristen Wiig, Leslie Jones, Kate McKinnon, Chris Hemsworth Roteiro: Katie Dippold e Paul Feig Nota: 2.5 de 5 estrelas Quem você vai…

Ver Post
Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com