Indignação – Crítica

1 vote, average: 4,00 out of 51 vote, average: 4,00 out of 51 vote, average: 4,00 out of 51 vote, average: 4,00 out of 51 vote, average: 4,00 out of 5 (1 votes, average: 4,00 out of 5)
You need to be a registered member to rate this post.

Marcha dos Voluntários

indig_c0-10-3000-1759_s885x516

Direção: James Schamus

Elenco: Logan Lerman, Sarah Gadon, Tracy Letts, Ben Rosenfield

Roteiro: James Schamus

Erguei-vos, vós que recusais a serdes escravos!

Com nossa própria carne e sangue

Construiremos uma nova Grande Muralha!

O povo chinês encontrou o seu dia de perigo.

A indignação enche o coração de todos os nossos compatriotas,

Erguei-vos! Erguei-vos! Erguei-vos! (…)

Adaptar um livro de Philip Roth é uma tarefa ingrata: o escritor, considerado por muitos como o maior escritor americano vivo, possui uma bibliografia que é tão extensa quanto é brilhante; uma obra reconhecida pelo seu trato preciso de questões sociológicas fundamentais da sociedade americana do século XX, como a inadequação do homem sob o espectro constante da guerra, e o papel da religião, da família e do meio na formação do caráter de um jovem.

Todos os temas mais caros a Roth estão presentes em Indignação: ambientado em 1951, no segundo ano da Guerra da Coreia, o filme conta a história de Marcus Messner (Logan Lerman), o filho de um açougueiro kosher de Nova Jérsei que, após se mudar para Ohio para cursar a faculdade, sofre para se ajustar ao conservadorismo da região central dos Estados Unidos. Os problemas de Marcus começam assim que ele chega à universidade: criado em um ambiente familiar protetor, Marcus tem dificuldades em se relacionar bem e entender o comportamento de seu novo colega de quarto, Bertram Flusser (Ben Rosenfield), um espírito artístico e rebelde que passa a noite inteira ouvindo música alta e citando tragédias gregas, e de sua nova colega de turma, Olivia Hutton (Sarah Gadon), uma menina rica que foi transferida para a universidade após tentar cortar os pulsos e que, logo no primeiro encontro, faz sexo oral em Marcus. Para piorar tudo, a universidade ainda exige que todos os alunos participem de uma missa semanal, coisa que Marcus, sendo um ateu convicto, se recusa a aceitar, e que irá causar conflito entre o jovem e o reitor da instituição, Caudwell (Tracy Letts).

Indignação é o primeiro filme dirigido por James Schamus, após uma carreira de sucesso como roteirista. Como diretor, Schamus faz um trabalho decente: ele consegue imprimir um bom ritmo à narrativa e mostra uma mão segura na condução da trama. Mas é no roteiro que o diretor mostra seu verdadeiro talento e experiência: percebendo que a força de Indignação está no texto de Roth, Schamus não se preocupa em alterá-lo muito; alguns diálogos são tirados diretamente do texto, sem qualquer tipo de modificação. E mais: Schamus sabe exatamente o que cortar e o que deixar para dar fluência à história, para fazer a transição entre a mídia literária e a mídia cinematográfica de forma a minimizar os efeitos negativos e maximizar o impacto. É um belíssimo trabalho de adaptação, que consegue tirar o que a obra original tem de melhor e criar algo novo em cima dela.

Em contrapartida, o ponto fraco do filme é seu elenco: nenhum dos atores de Indignação é particularmente conhecido por seus talentos artísticos e, no filme, o porquê disso fica claro. Letts, mais experiente que a maioria dos atores novatos, consegue se dar bem em algumas cenas, mas as performances de Gadon e Lerman deixam a desejar. Contudo, é preciso admitir que Lerman, um ator conhecido por sua mediocridade, parece estar realmente empenhado em dar o seu melhor em Indignação. Talvez seja o melhor trabalho do jovem, o que não quer dizer muito, mas pelo menos mostra um avanço na direção certa. O erro na escalação e condução do elenco é, sem dúvida, a maior falha de Schamus.

O diretor, porém, parece compreender perfeitamente Roth—algo que não é fácil. Os personagens de Indignação vivem em constante conflito—conflitos internos e externos. Marcus é constantemente bombardeado por expectativas de uma sociedade ávida por encaixá-lo em algum tipo de padrão. Ele vive sob o constante medo da guerra, sob o medo de ser mandado para lutar por uma sociedade que—tanto silenciosamente quanto em estrondosos campos de batalha—mata seus filhos que não conseguem se adequar; que tacha uma jovem de puta só porque ela pratica sexo oral e que a induz à loucura e ao suicídio; que reprime um garoto por sua sexualidade e que inibe sua forma de expressão; uma sociedade que obriga todos a preencherem um formulário, a conformarem-se a um molde de perguntas pré-estabelecidas. Indignação é o grito de milhares de excluídos, de jovens marginalizados que não podem se dar ao luxo de serem diferentes. Indignação é o grito daqueles que veem suas pequenas ações impactarem suas vidas inteiras, que veem seus erros e suas decisões terem consequências fatais. O conservadorismo e o progressismo estão em um duelo acirrado pela alma de Marcus; e, no meio do caos dessa guerra, sua voz indignada se transforma em silêncio.

A indignação enche o coração de todos os nossos compatriotas,

Erguei-vos! Erguei-vos! Erguei-vos! (…)

Sobre o Autor

Daniel Lomba
Um entusiasta de cultura em todas as suas formas.

Comentários
Felipe Neto em “Minha Vida Não Faz Sentido”
terça-feira, 17h12
Felipe Neto em “Minha Vida Não Faz Sentido”

  Mais um caso de sucesso nas telinhas do youtube que ganha espaço nos palcos. Agora no teatro, Felipe tenta deixar clara uma separação entre seu personagem polêmico de óculos…

Ver Post
Som de Segunda: 5 Discos Clássicos Para Ouvir em Streaming
segunda-feira, 18h57
Som de Segunda: 5 Discos Clássicos Para Ouvir em Streaming

    O jeito de ouvir música está sempre mudando. Após passar por diferentes suportes e formatos – físicos e digitais -, a nova tendência é ouvir música em streaming. Aqui…

Ver Post
Oscar 2017: Melhor Ator, Melhor Animação e Melhores Efeitos Visuais – Quem vai ganhar?
domingo, 11h27
Oscar 2017: Melhor Ator, Melhor Animação e Melhores Efeitos Visuais – Quem vai ganhar?

O OSCAR 2017 está chegando e nossos parceiros do canal CLUBE DO POP lançaram uma série de vídeos comentando algumas das principais categorias em competição. Nos vídeos abaixo, o apresentador…

Ver Post
Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com