Diretor de “O Apartamento” Não Vai Ao Oscar e Faz Duras Críticas a Trump

E na categoria de melhor filme estrangeiro do Oscar, quem levou a estatueta dourada foi um título vindo de longe, de terras que abrigam Pasárgada e é um mistério para o restante do mundo. O iraniano O Apartamento abocanhou mais um prêmio, e as pessoas parecem não ter entendido bem a escolha do diretor Asghar Farhadi sobre não comparecer à cerimônia. Farhadi, que já ganhou o Oscar pela obra A Separação (2011), decidiu não participar da festa devido ao veto feito por Donald Trump, presidente do EUA, a estrangeiros de sete países, sendo um deles o Irã.

O Apartamento Leva Oscar de melhor Filme EstrangeiroTeve muito internauta achando que o diretor se posicionar assim foi descabido e que deveria ter a mesma postura em criticar o próprio governo. Aí vem outro plot twist (eita, mais um depois do premiado a melhor filme). O Apartamento critica a sociedade iraniana. (Insira uma pausa dramática aqui.) “Mas o quê?”, pergunta o caro leitor desavisado. Isso mesmo.

No longa, um casal é obrigado a deixar seu apartamento no centro de Teerã porque o prédio corre o risco de desabar. Os danos passam do imóvel para a vida. Emad Etesami (Shahab Hosseini) e a esposa Rama (Taraneh Alidoosti) se mudam para um apartamento de propriedade de um amigo da companhia de teatro a qual integram, e se preparam para levar ao palco “A morte do caixeiro-viajante”, de Arthur Miller. No local viveu uma inquilina de índole, digamos, incerta. A misteriosa residente seria prostituta, e seu passado esbarra no presente de casal. Quando, um dia, Rama ouve o interfone tocar e pensando se tratar ser o marido, abre a porta e vai tomar banho. Ela sofre violência por parte de um homem que seria um antigo cliente da inquilina anterior.

É aí que a vida do casal muda completamente. A violência fica subentendida se foi ou não sexual. Mas os momentos de desconforto entre a dupla são quase palpáveis. A imagem de Emad – um professor, ator e marido atencioso – começa a ruir a partir do momento em que ele se preocupa com a vingança mais do que com os danos. O caso nem é levado à polícia, o que ocasionaria investigações e, consequentemente, repercussão. A moralidade é um componente importante numa sociedade como a iraniana.

Entre a rotina de professor e a de ator é que Emad arquiteta e executa seu plano. É possível vê-lo mudar constantemente. Rama, apesar de ferida, é quem levanta o questionamento sobre violência, moralidade, amor, empatia e egoísmo. O que o caixeiro enfrentou – ou ao menos se deparou – no texto de Miller, Emad revive no palco e na vida, num exercício de metalinguagem. A arte – mantida sob vigilância constante do governo iraniano – desnudando a vida. Num ponto fica claro ser uma vingança mais pela honra masculina do que pela agressão à mulher. Não me venha falar que Farhadi não criticou o próprio país.

Fora da ficção, no palco da premiação, dois cidadãos americanos de origem iraniana, os cientistas da NASA Anousheh Ansari e Firouz Naderi recebem a estatueta. A engenheira Anousheh é quem dá voz ao discurso enviado por Asghar Farhadi. O texto destaca que a ausência do diretor é em sinal de solidariedade às pessoas do Irã – não ao país, não ao governo, mas às pessoas – e das outras seis nações impedidas de entrar no EUA. Farhadi entende da ausência de um lugar de fala, isso está em sua obra, inclusive na que conquistou a estatueta.

Sobre o Autor

Carol Callegari

Comentários
“Mostra Zé do Caixão – 80 anos” Estreia no Canal Brasil
quinta-feira, 15h52
“Mostra Zé do Caixão – 80 anos” Estreia no Canal Brasil

  Foi em uma sexta-feira 13, em março de 1936, que nasceu José Mojica Marins. Com ele, o cinema brasileiro, a partir da década de 60, ficou mais sombrio com…

Ver Post
CBS irá tirar Supergirl dos papéis
quarta-feira, 22h14
CBS irá tirar Supergirl dos papéis

E mais uma série de super-heróis irá chegar as telinhas. O canal americano CBS encomendou uma temporada completa de Supergirl.A super-heroína irá se juntar com Gotham, Arrow, The Flash e…

Ver Post
“Trainspotting 2” Começa A Ser Rodado Na Escócia
quinta-feira, 18h44
“Trainspotting 2” Começa A Ser Rodado Na Escócia

    Autor do livro Irvine Welsh havia dito originalmente que as filmagens não começariam antes de Maio Para os que estavam preocupados de que a continuação de Trainspotting não…

Ver Post
Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com