Cobain: Montage of Heck – Crítica

0 votes, average: 0,00 out of 50 votes, average: 0,00 out of 50 votes, average: 0,00 out of 50 votes, average: 0,00 out of 50 votes, average: 0,00 out of 5 (0 votes, average: 0,00 out of 5)
You need to be a registered member to rate this post.

 

August 1993 --- Singer Kurt Cobain Smoking Cigarette --- Image by ?Jesse Frohman/CORBIS OUTLINE

Jesse Frohman/CORBIS OUTLINE

Kurt Cobain tinha seus fantasmas. As dores de estômago, os conflitos familiares, o vício em heroína e outras drogas. Mas, ao mesmo tempo, era uma pessoa extremamente sensível e criativa. É dessa perspectiva que muitos dos fãs conheceram a história e passaram a admirar o músico líder do Nirvana, que se tornou uma das maiores bandas do mundo. E é essa imagem que é reforçada no documentário Cobain: Montage of Heck, de Brett Morgen.

O longa surgiu após a viúva do músico, Courtney Love, procurar o diretor e dar a ele o passe livre para utilizar todo o material guardado durante os 27 anos em que Kurt viveu. Vídeos de super 8, desenhos, diários, fotografias, letras… Morgen teve acesso a todo o material que precisaria para construir uma obra exemplar. Mas não é bem isso que vemos na tela grande.

Divulgação HBO.

Divulgação HBO

Com produção executiva de Frances Bean Cobain, filha do músico, o Montage até tem umas boas passagens, mas no geral, é chapa branca e acaba se tornando um espaço de defesa para alguns dos personagens presentes. Por ser narrado em ordem cronológica, a primeira parte do filme só apresenta os familiares de Kurt. A mãe Wendy, o pai, a madrasta e a irmã Kim. É nesse momento que toda a tragédia familiar do músico é narrada enquanto a madrasta se esforça para passar uma imagem de boa moça, embora não convença muito, e culpando a mãe por toda a revolta adolescente do jovem. Apesar disso, as belas imagens de Kurt quando criança encanta os fãs e ajuda a humanizar a imagem do mito.

Na parte da adolescência, um áudio de Cobain narra como teria sido sua primeira vez, com uma colega da escola que não era das mais populares, além de ser gordinha. Tal história é contestada por Buzz Osborne, do Melvins, que diz ser uma história mentirosa e que no áudio Cobain estaria sendo totalmente irônico. É engraçado ver como as falas do músico, que sempre pareceu debochado e sarcástico – e isso é mostrado nas entrevistas que fez para TV – fossem levadas tão a sério como nesta parte.

Pois bem, o filme peca em não mostrar depoimentos chaves, como dos amigos de Kurt na fase entre a saída do colégio e a contratação pela Sub Pop, como o próprio Buzz. Mesmo quando entra na história do Nirvana, os únicos depoimentos recentes são os de Tracy Marander, ex-namorada dele, Courtney e de Krist Novoselic, baixista da banda e amigo de longa data de Kurt. A ausência de Dave Grohl é quase uma heresia, mas compreensível, dado o conturbado relacionamento entre ele e a viúva.

cobain-francesNo mais, o filme mostra o afundamento do músico nas drogas, principalmente em vídeos caseiros feitos com Courtney nos quais eles aparecem com a pele maltratada, falando coisas muitas vezes incompreensíveis e em cenas constrangedoras. O que salva são as imagens dos primeiros meses de Frances, nas quais Kurt sempre exalta seu amor pela filha.

Montage of Heck foi vendido como um filme que traria um ponto de vista diferente sobre Cobain, mas, na verdade, é apenas um nado superficial sobre a vida de um artista complexo e profundo. De qualquer forma, funciona como um ponto de partida para quem quer conhecer mais sobre um dos ícones do movimento grunge.

Veja o trailer:

 

Sobre o Autor

PH Rosa
Jornalista, autor de contos que nunca viram a luz do dia, viciado em música e comprador compulsivo de livros, discos e tênis. Se diz bom amigo, mas prefere ir ao cinema sozinho. Ama descobrir novos sons e escrever sobre canções que causam arrepio.

Comentários
Vídeo: Atores de “Aladdin” e “O Rei Leão” Dão Uma “Canja” em Aeroporto
quinta-feira, 21h56
Vídeo: Atores de “Aladdin” e “O Rei Leão” Dão Uma “Canja” em Aeroporto

  Uma tempestade que causou atraso nos voos do aeroporto LaGuardia, em Nova Iorque, foi o estopim para uma cena “quase” de cinema. Sabe aquela parte do filme onde os…

Ver Post
Dubsmash Vive! Bryce Dallas Howard Dubla “I Am Not Jessica Chastain”
terça-feira, 22h38
Dubsmash Vive! Bryce Dallas Howard Dubla “I Am Not Jessica Chastain”

  E você achando que nunca mais teria que ouvir falar de Dubsmash… Aí, chega Bryce Dallas Howard para nos lembrar da existência do app que assombrou nossas timelines durante…

Ver Post
Som de Segunda: Músicas Inspiradas em Livros
segunda-feira, 10h16
Som de Segunda: Músicas Inspiradas em Livros

  Começou na semana passada a Bienal do Livro no Rio de Janeiro, um dos maiores eventos de literatura da cidade, que reúne milhares de pessoas em dez dias. Com…

Ver Post
Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com