Aquecimento Foo Fighters – Top 10 Clipes: #6

 

O Foo Fighters está prestes a completar 20 anos mas, para alegria dos fãs, a banda está apagando essas velinhas fazendo a sua paixão pela música arder como nunca.

Dave completou hoje, dia 14 de Janeiro, 46 anos de muito Rock ‘n’ Grohl! A festa, que contou com lendas do rock, foi um show beneficente que durou mais de 3 horas e rolou no dia 10 no The Forum, em Los Angeles. Mas por aqui pelo Brasil, as comemorações estão só começando.

Além de Janeiro marcar o aniversário de Dave Grohl, seu talentoso e carismático líder, também é nesse mês que a banda irá aterrissar no Brasil para a turnê de seu novo disco, Sonic Highways.

Se você também é Foonático, sabe que eles passam por Porto Alegre no dia 21, por São Paulo no dia 23, pelo Rio de Janeiro no dia 25 (show que está sendo ansiosamente aguardado pela pessoa que vos fala, que vai cobrir tudo em primeira mão aqui para o Pipoca e Guaraná) e por Belo Horizonte no dia 28.

Como um aquecimento para a turnê brasuca, estamos fazendo uma contagem regressiva com os dez melhores clipes da banda, acompanhada de curiosidades sobre alguns de seus álbuns e maiores hits.
 Mesmo se você ainda não curte os caras, dê uma olhada e eu te garanto – você vai ser convertido.

Segue o clipe número 6 na contagem:

Long Road to Ruin

“Long Road to Ruin” é um dos singles do sexto álbum de estúdio do Foo Fighters, Echoes, Silence, Patience & Grace. Com ele, a banda voltou a trabalhar com o produtor Gil Norton (o mesmo de The Colour and The Shape), e ganhou o Brit Award de “Melhor Álbum Internacional” e os Grammys de “Melhor Álbum de Rock” e “Melhor Performance de Hard Rock” pela música “The Pretender”.

Esse é um dos álbuns com uma das capas mais interessantes na discografia da banda. A ilustração foi feita pelo artista Don Clark. Segundo ele, “Os Foo’s estão em uma posição única onde eles detêm os direitos para todas as suas músicas, arte etc., então a decisão final sobre tudo que eles produzem é deles. (…) Na reunião, a única grande coisa que a banda disse que queria era que eles queriam que a capa do disco fosse clássica, icônica e simples, o que foi música para nossos ouvidos”.

Por isso, a capa escolhida foi um elemento interessante, que surgiu de uma composição inusitada. Clark conta que “tivemos tempo para criar tudo, mas em um certo ponto, precisei fazer seis capas em 48 horas. Mexi no nosso arsenal de imagens e comecei com uma imagem de um torpedo. Eu estava procurando algo para completá-lo ironicamente, para contar uma história diferente, não-violenta, quando eu esbarrei em uma imagem de um tubo amplificador retrô. Eu o peguei, o pus embaixo do torpedo e casou”, talvez porque “a justaposição de objetos refletiu o tom de vida e mortalidade do álbum”.

 

Echoes-Silence-Patience-Grace

 

Além disso, Clark completou: “Eu tenho que dizer que os Foo Fighters foram exatamente como você os imaginaria – completamente relaxados, humildes e os caras mais legais. Honestamente, eles são caras do punk rock que por acaso estão em uma grande banda. Eles não desapontaram de modo algum. Em um ponto da reunião, Dave levantou e fez pipoca para a gente.” Por esses e outros relatos, temos a pista de que as facetas divertidas que os Foos apresentam nos clipes não estão longe da realidade.

“Long Road to Ruin” incorpora a artificialidade do clipe à sua própria estrutura, pois a narrativa é toda feita no melhor (ou pior) estilo novela norte-americana, cujo título é o nome da música. Além disso, o clipe é cheio de detalhes engraçados e de referências estéticas aos anos 70.

Dave Grohl vira Davy Grolton, que interpreta Dr. Hansom Davidoff – a pronúncia é uma brincadeira com a palavra “handsome”, bonitão em Inglês. Já Rashida Jones, atriz de “Parks and Recreation” e “The Office”, vira Racinda Jules, que faz o papel de Susan Belfontaine. Taylor Hawkins, o baterista da banda, vira Ty Hawkstone, que interpreta “Les Groper”, sendo seu sobrenome uma brincadeira com a palavra “agarrador” em Inglês. Chris Shifflet, o guitarrista, vira Christopher Mishomotohama, que interpreta um menino chamado “Little Jimmy”. Nate Mendel, baixista, é o ator Ned Bender, que faz o papel de “Saul Goode”, cuja pronúncia se assemelha a “tá tudo bem” em Inglês. Seria esse um precursor do nome do advogado de ética profissional extremamente duvidosa do seriado Breaking Bad, Saul Goodman?

Na trama da novela do clipe, os Doutores Hansom Davidoff e Les Groper operam o pequeno Jimmy, filho de Susan Belfontaine, que é ameaçada pelo mafioso Saul Goode. No meio da operação, os dois atores começam a brigar. Davy Grolton fica arrasado e acaba também sendo rejeitado por Racinda Jules. No fundo do poço, Dave e Davy começam a cantar.

Uma revista anuncia que o ator de novela virou astro de rock. Destaque para a promoção que a revista está fazendo: “Ganhe as calças do Davy!”. A publicação ainda declara: “Nenhum outro programa da tarde na TV fez frente ao sucesso estrondoso (é quando o texto faz uma brincadeira com “Breakout”, um dos maiores sucessos dos Foos) e todos sabemos que é por causa do astro garanhão Davy Grolton. Os fãs há muito têm admirado seu visual arrasador e seus cachos esvoaçantes na tela, mas a Revista Teenage Treats (algo como “Colírios Adolescentes”) descobriu que a vida real dele é tão dramática quanto a fictícia”.

Enquanto ele chora por Racinda, várias meninas começam a babar por ele. Quando ele vê Racinda na plateia de um show em um shopping mall, sai correndo atrás dela e as fãs vão atrás, mostrando que a Beatlemania não morreu. Mas Davy acaba morrendo de um jeito tosco e engraçado, igual ao fim do clipe de “White Limo”, completando o sentido do nome da música.

Com muito exagero e humor, mas sem abrir mão de um sentimento verdadeiro na música e na tela, “Long Road to Ruin” é mais um clássico videoclíptico dos Foos que não podia faltar na nossa lista.

Sobre o Autor

Anna Israel
Formada em Comunicação Social – Cinema pela PUC-Rio, tive a sorte de fazer intercâmbios para a UCLA, NYU e Cornell nos EUA, de conhecer alguns dos meus grandes ídolos e de ganhar prêmios com meus trabalhos. Para viver, só preciso de cinema, TV e música. Mas boas horas de sono e chocolate também vêm a calhar.

Comentários
Sobre a Estreia da Nova Temporada de The Voice Brasil
domingo, 19h47
Sobre a Estreia da Nova Temporada de The Voice Brasil

  A estreia de The Voice Brasil 2016 começou arrebentando no ibope com excelentes índices de audiência. Um dos pontos altos da noite e o momento mais bonito do programa…

Ver Post
Vídeo Crítica Clube do Pop: “Piratas do Caribe: A Vingança de Salazar”
segunda-feira, 17h49
Vídeo Crítica Clube do Pop: “Piratas do Caribe: A Vingança de Salazar”

Jack Sparrow está de volta. E com ele retorna uma das franquias mais lucrativas da Disney. Mas será que o novo filme “PIRATAS DO CARIBE: A VINGANÇA DE SALAZAR” consegue…

Ver Post
Divertida Mente – Crítica
sexta-feira, 18h50
Divertida Mente – Crítica

  Divertida Mente nos apresenta Alegria, Medo, Raiva, Nojinho e Tristeza. As cinco emoções, presentes em todos os seres humanos, nos são magistralmente apresentadas como as adoráveis e coloridas protagonistas da nova…

Ver Post
Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com