3 Filmes de Terror pra você assistir nesse fim de semana

 

Está sem planos para o fim de semana? Está frio demais para sair de baixo das cobertas? Ama filmes de terror mais do que qualquer outra coisa??

Então aqui vão algumas dicas para os cinéfilos de plantão! 🙂

 

ALL THE BOYS LOVE MANDY LANE

 

mgid-uma-video-mtv

 

Lembra daquela garota linda que estudou com você no ensino médio? Pois bem… Ela não chega aos pés de Mandy Lane. Mandy é loira, linda e intocada, objeto de desejo de todos os meninos do colégio. Aliás, não seria por menos que um maluco mataria a todos para estar com ela.

Após se afastar de seu único amigo,  Mandy decide se abrir socialmente e fazer novas amizades. Sendo assim, ela aceita o convite da popular Chloe para passar o fim de semana com seus colegas em um rancho afastado. Esse é o momento perfeito para os rapazes tentarem a sorte com essa virgem misteriosa. Mas, infelizmente, esse é também o cenário perfeito para um psicopata saciar sua sede por sangue.

Esse Slasher Movie com certeza não irá desapontar nenhum fã do gênero. Apesar de sua trama não ser das mais inovadoras, ela possui todos os elementos de um bom Slasher e ainda oferece algumas pequenas reviravoltas. Os personagens não são tão rasos como costumam ser nesse tipo de filme, apesar de utilizar os clichês típicos do terror adolescente, como: a patricinha esnobe, o garanhão e o esquisitão.

All The Boys…” é um filme que se leva a sério, por tanto não espere um terror “trash”. As mortes não são exageradas a ponto de beirar o ridículo, o que, na minha opinião, é um ponto forte. A história é bem pensada e sua atmosfera carrega algo que remete aos repetitivos casos de tiroteio nas escolas americanas.

 

WHITE DOG

 

White-Dog-Film 01

 

White Dogé, com certeza, um filme de terror diferente. Samuel Fuller aborda a questão do racismo em seu melodrama de horror sobre um cachorro treinado pra atacar e matar negros.

A jovem atriz Julie, acidentalmente atropela um cachorro em seu caminho de volta para casa. Após algumas tentativas fracassadas de achar o dono do animal, Julie acaba se afeiçoando a ele. O cachorro estava se mostrando uma ótima companhia e, com ela, era sempre dócil. Porém, durante um dia de gravação em que Julie estava atuando com uma colega negra, o animal revelou o seu lado perigoso.

Desesperada e sem saber o que fazer, Julie busca a ajuda de um treinador de animais chamado Keys. Sendo negro e conhecedor do assunto, o treinador explica para a nossa protagonista que aquele não era uma mero cão de ataque e, sim, um “cão branco”. Esse era o nome dado aos cachorros que eram criados por donos de escravos com o único objetivo de caçar e matar negros. O treinador, então, se entrega de corpo e alma para tentar reeducar o animal.

Em 1982, o filme teve o seu lançamento nos EUA cancelado. A Paramount estava preocupada com uma possível resposta negativa por parte de imprensa, pois estavam circulando rumores de que a obra de Fuller era racista. O filme foi exibido em cinemas europeus, mas seu lançamento oficial nos EUA só se deu em 2008 com o release em DVD.

 

THEY LIVE

 

Glasses

 

Para quem é fã do horror, John Carpenter é sempre uma boa pedida! Com toques de comédia, o cultuado cineasta constrói uma ficção cientifica de horror que carrega uma feroz crítica ao poder de influência da mídia.

John Nada, um andarilho que arranja um emprego como operário em Los Angeles, acidentalmente descobre uma caixa repleta de óculos escuros. Esses óculos, aparentemente normais, possuem a capacidade de nos mostrar o mundo como ele realmente é. Com eles, John passa a enxergar a verdade por de trás dos anúncios de TV, capas de revistas e outdoors, revelando mensagens subliminares como: “permaneça adormecido”,  “compre”,  “obedeça”. Além disso, ele se torna capaz de enxergar e real identidade de alguns cidadãos, mostrando que muitos homens e mulheres poderosos não passam de alienígenas que utilizam o dinheiro, a política e a mídia para subjugar os seres humanos.

O título “They Live”, faz referência a uma frase impactante que surge nos primeiros momentos da película: “nós dormimos, eles vivem!”. Tal frase resume a relação estabelecida entre os alienígenas e os humanos no filme, ou então, entre os poderosos e as classes trabalhadoras na vida real.

Diferente de alguns dos famosos filmes de Carpenter – Halloween, The Thing, The Fog, etc – They Live não prima pelo horror, e sim, pela crítica social e a originalidade.

 

 

Sobre o Autor

Raphael Moretti
Editor de vídeo, formado em Comunicação Social e fã incorrigível do cinema de horror.

Comentários
Som de Segunda: A Trilha Sonora Vintage do Last Shadow Puppets
segunda-feira, 15h31
Som de Segunda: A Trilha Sonora Vintage do Last Shadow Puppets

Ao dar play no novo disco do The Last Shadow Puppets é fácil imaginar cenas de um filme antigo ambientado em Londres, em meados dos anos 60. Talvez seja essa…

Ver Post
TCA Awards 2017: Confira os indicados
terça-feira, 16h34
TCA Awards 2017: Confira os indicados

A Associação de Críticos de TV dos Estados Unidos divulgou, nesta segunda-feira (19), as indicações para o Television Critics Association Awards.  Entre as séries com mais nomeações estão Atlanta, This…

Ver Post
Aquecimento Foo Fighters – Top 10 Clipes: #10
sexta-feira, 12h13
Aquecimento Foo Fighters – Top 10 Clipes: #10

  O Foo Fighters está prestes a completar 20 anos mas, para alegria dos fãs, a banda está apagando essas velinhas fazendo a sua paixão pela música arder como nunca.…

Ver Post
Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com